segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Algumas páginas deste início de ano

Ano novo, vida nova.
A já tradicional frase de começo de um novo ano caiu como uma luva para mim. Deixei de lado as angústias, o pessimismo, a desmotivação e a mesmice, e procurei dar um ânimo novo aos meus trabalhos. Com isso, neste início de janeiro, consegui criar algumas páginas bacanas.

Começando com a série Dica de Turismo, onde um ponto turístico da região é destaque na edição. Foram quatro. O Orquidário, o Aquário, o Emissário Submarino e o Museu Pelé. Todos com um layout diferenciado, valorizando as imagens e dando uma 'quebrada' nas edições.






Teve ainda o Próximo Parada, onde procurei criar um layout mais gráfico, limpo, sóbrio. O texto aplicado sobre um grande 'V', como referência ao livro tema da página (O Voyer, de Gay Talese), e olho colocado dentro deste V e os espaços vazios, deram o tom da criação.


E a série Era uma vez...Santos, que narra fatos passados em outros tempos na cidade de Santos, relembrou a explosão de um gasômetro ha 50 anos. Para esse layout, utilizei as imagens antigas margeando a página e, ao centro, o que seria uma espécie de buraco causado por uma explosão, deixando as bordas desse buraco queimadas. Com isso, o texto foi aplicado ali, para não causar dificuldades na leitura.



Vamos ver o que vem por aí. O ano, está apenas começando.

sábado, 31 de dezembro de 2016

As últimas primeiras páginas do ano

E 2016 chegou ao fim. 2017 é o ano da esperança, principalmente para os jornais impressos. Vamos ver o que acontece. Enquanto isso, aqui as últimas páginas de 2016 de alguns jornais brasileiros.
Até o ano que vem.




















terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Algumas páginas

Algumas páginas que criei para a edição de final de semana de A Tribuna.

O tombamento da Igreja Bom Pastor.
A foto de Alexsander Ferraz propiciou criar uma página bonita e elegante, trabalhando com título e texto dentro da imagem, compondo um layout bastante harmônico.


Próxima Parada, Rogue One.
O layout para essa página foi simples, valorizando três figuras de destaque no filme: a personagem principal, Darth Vader, e a Estrela da Morte.
Para dar uma ar de Star Wars, usei a tipologia do filme, casando perfeitamente com o layout.



Era Uma Vez...Santos.
O projeto quinzenal que visa mostrar curiosidades da Santos antiga, entrou no clima do Natal, revelando como era a chegada do bom velhinho à cidade. Tinha Papai Noel chegando de helicóptero, na praia, no bonde.
Para criar o layout o tradicional, batido, mas sempre eficiente background amarelado. Nele, apliquei um desenho retrô de Papai Noel, e as fotos antigas, aplicadas com uma borda branca, dando um ar totalmente antigo à página.


O Natal é...
A página de social no dia do Natal veio com uma pergunta da colunista os leitores: qual o significado do Natal para eles. E eles responderam. Para compor esse layout, pensei em algo bonito e elegante. Um background natalino com uma espécia de papel antigo, onde foram postadas as repostas dos leitores. Alguns, colocados em cartões de Natal espalhados pela página, para não ficar tudo muito pesado e cansativo.


Essas foram as páginas do final de semana natalino.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Granma redesenhado

O jornal Granma, órgão de informação do Partido Comunista e principal jornal cubano, estreia hoje seu novo projeto gráfico.
O redesenho de suas páginas o deixou com um visual mais moderno, arrojado e atual. A substituição dos fios verticais que separam as matérias por espaços em branco, criou um layout agradável, arejado, diferente do projeto anterior, que passava uma imagem cansativa, de peças amontoadas.

A mudança começa no logotipo do jornal, que ficou maior, causando maior impacto e marcando presença. A troca por uma tipologia mais elegante  também é um dos diferenciais, tornando a leitura mais fácil e agradável.

As páginas receberam cabeçalhos com informações rápidas e de fácil acesso.

A promessa é de criar um jornal com mais qualidade gráfica, com o reforço de imagens, gráficos, mapas para torna-lo mais compacto, mais moderno, mais contemporâneo.

Abaixo, as páginas da edição de ontem, com o projeto antigo, e as de hoje, com o novo projeto, desenvolvido por Fontana Diseño. No lado esquerdo, a antiga. No direito, a nova.


E para completar as informações, um vídeo com as explicações obre o redesenho do Granma.








quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Dom Paulo Evaristo Arns

Aos 95 anos, morreu Dom Paulo Evaristo Arns, arcebispo emérito de São Paulo. que teve forte atuação no combate à repressão durante a ditadura militar e na luta pelos direitos humanos.

Foi o criador a Comissão Justiça e Paz de São Paulo e, como presidente regional da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), liderou a publicação do “Testemunho de paz”, documento com fortes críticas ao regime militar que ganhou ampla repercussão à época. 

Presidiu celebrações históricas na Catedral da Sé, no Centro de São Paulo, em memória de vítimas da ditadura militar. Dentre eles, do estudante universitário Alexandre Vannucchi Leme, assassinado em 1973, e o ato ecumênico em honra do jornalista Vladimir Herzog, assassinado no DOI-CODI, em São Paulo, em 75.

Foi também criador da Pastoral da Criança, ao lado da irmã Zilda Arns.

Os jornais brasileiros destacaram em suas capas a morte de Dom Paulo. 

A Folha de São Paulo com o tradicional título que todos já sabiam. Em A Tribuna, justamente para fugir dessa obviedade, pois ele morreu na manhã do dia anterior e quando o jornal chegasse às bancas todos já sabia a notícia, optei por escolher uma frase de autoria dele. Essa frase, está no prefácio do livro Brasil, Nunca Mais, obra que relata os difíceis e horrosos tempos da ditadura militar no País.

Abaixo, as capas de hoje dos jornais brasileiros.

















segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

A queda do Internacional

O Campeonato Brasileiro de futebol chegou ao fim. Já estava decidido o título para o Palmeiras. Faltavam definir os rebaixados. Dentre os que estavam na beira do abismo, um dos grandes do futebol nacional: o Internacional de Porto Alegre. E, o empate do colorado diante do Fluminense rebaixou o time gaúcho, que pela primeira vez na sua história, fundado em 4 de abril de 1909.
E nas capas dos jornais do Sul do País, a queda do Inter foi tema principal.
O Informativo do Vale foi a melhor. O escudo do clube com manchas de sangue casa completamente com o título da página. Perfeito.